T&E - Analítica






ANÁLISES PARA O MAPA

(MINISTÉRIO DA AGRICULTURA, PECUÁRIA E ABASTECIMENTO)

 

 

 

Sobre Análises para o MAPA

 

   Análises para o MAPA (Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento) são análises para diferentes áreas, como: Veterinária, Alimentos, Carnes, Fertilizantes, Rações, agroquímicos, Corretivos, Inoculantes etc. Estas analises são divididas para as áreas ANIMAL e VEGETAL.

    As acreditações podem ser realizadas diretamente no MAPA ou após avaliação do INMETRO em função da norma de qualidade a ser utilizada. Duas são as normas hoje aplicadas: BPL- Boas Práticas de Laboratório que trata as análises como Estudo, dessa forma, há todo um controle na Garantia da Qualidade, para definições de estrutura laboratorial, diretor de estudo, protocolos entre outros, o que leva a um planejamento para a realização das análises para a obtenção de um relatório final dirigido a cada produto, entende-se como: análise de Carbamatos em bebidas destiladas, análise Ivermectina em músculo animal. Outra norma é ISO-17025, aplicada diretamente sobre a realização da análise no laboratório envolvendo, principalmente, o Controle de Qualidade. Esta última a habilitação é realizada pelo INMETRO em avaliação presencial por análise ou ainda por produto.

Diretamente com o MAPA pontuam-se análises consideradas gerais, como ensaios microbiológicos; ensaios físico-quimicos entre tantos outros.

 

A T&E analítica pode realizar análises para o MAPA em suas duas acreditações.

 

TÉCNICAS ANALÍTICAS

     I.        Para análises de Metais/Ametais/Semi-Metais algumas técnicas são propostas como:

·         ICP (Inductively Coupled Plasma) Sequencial e Simultâneo, AA (Absorção Atômica);

·         FC (Fotometria de Chama) e técnicas por via úmida como: eletrodos seletivos, potenciometria, complexiometria, colorimetria, entre outras. De forma geral oferecemos análises de Metais; Ametais e Semi-metais;

 

   II.        Para análise de Ânions, as seguintes técnicas são propostas:

·         Colorimetria, Complexiometria, Gravimetria entre outras.

·         Ânions mais comuns: cloreto, sulfato, nitrato, fosfato, oxalato, cianeto e outros.

 

 III.        Para análise de orgânicos:

 

      Os compostos orgânicos, normalmente são análises por técnicas cromatográficas, neste caso o Centro T&E Analítica possui parque analítico instrumental que pode atender a grande maioria dos compostos orgânicos:

 

·         Técnicas como HPLC (cromatografia em fase líquida) em diferentes detectores com pureza de pico pelo DAD, CFG (cromatografia em fase gasosa) em diferentes detectores.

·         UPLC (cromatografia líquida de alta pressão ou para fast column). Incluem-se equipamentos de alta performance como:

·         Acoplamentos;

·         LC-MSMS;

·         GC-MS.

 

Enfim variadas técnicas para poder oferecer resolução ou direções para o seu produto.

 

Dentre Análises Físico-Químicos:

 

·         CTC-Capacidade de Troca Iônica;

·         Poder de Neutralização;

·         Carbono Orgânico (TOC);

·         Relação C/N;

·         Nitrogênio total;

·         Condutividade Elétrica;

·         Granulometria sobre peneiras ou via laser;

·         pH;

·         Potenciometria, Potenciometria com eletrodos seletivos;

·         Infra-Vermelho;

·         Acompanhamento de estabilidade;

 

 

 IV.        MICROBIOLOGIA

 

Análises microbiológicas para produtos estéreis, não estéreis e antineoplásicos

Determinação de Teor – Desenvolvimento e Validação, entre outros ensaios:

 

·         Coliformes Termo tolerantes;

·         Pesquisa de Salmonela;

·         Contagem de células viáveis;

·         Challenge test (teste de desafio);

·         Endotoxinas LAL;

·         Fungos;

·         Esterilidade;

·         Determinação de teor (potência);

·         Análise de vitaminas;

·         Ensaio em tampas e frascos de envase;

·         Apoio a cozinhas de restaurantes em contaminações;

·         Amostragem e análise de ar de processo e de envase;

·         Análise de validação de processo;

·         Verificação de contaminação industrial;

 

 

   V.        AGROQUÍMICOS

 

São análises sob contratação e com definição das espécies. Estes ensaios envolvem padrões analíticos e, caso regulatório, análises validadas pela RDC 166.

 

 

 VI.        MICOTOXINAS

 

São análises sob contratação e com definição das espécies. As espécies ensaiadas são: Aflatoxinas, Ocratoxina, Tricotecenos, Fumonisina.

 

 

 

Mais técnicas aqui não descritas, assim como, necessidade de soluções analíticas que envolvem novas técnicas ou arranjo das mesmas, nos colocamos a disposição para avaliarmos e encaminharmos direções e ou como resolver.